Livro questiona uso da TV pública digital

O que muda nas TVs públicas com a chegada da TV digital interativa? Que papel político devem assumir estas emissoras, para que a tecnologia facilite a que sejam menos governamentais e mais centradas no interesse coletivo, no diálogo e na inclusão? Estas são as questões que movem o jornalista Alberto Perdigão, no livro Comunicação Pública e TV Digital: interatividade ou imperatividade na TV pública. A publicação da Editora da Universidade Estadual do Ceará – EdUece, tem 260 páginas e está divido em cinco capítulos. O primeiro trata da comunicação como direito, o segundo sobre comunicação na gestão pública, o terceiro aborda o conceito de comunicação pública – que se fundamenta da Teoria do Discurso, do alemão Jürgen Habermas, e se instrumentaliza com o teórico francês Pierre Zémor. Um quarto capítulo trata da TV pública no advento da TV digital interativa. E, finalmente, o quinto capítulo analisa as condições tecnológicas e políticas da TV Ceará para que se transforme em canal de interatividade e a serviço do diálogo entre governo e cidadãos.  O livro está a venda na Livraria Cultura (clique AQUI).

Anúncios

Sobre Juliana Bulhões

Mestranda em Estudos da Mídia pela UFRN. @juliana_bulhoes
Esse post foi publicado em Convergência Digital, Democratização da Comunicação e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s